#EmsNews - Notícias escola mineira de segurança

Quais as tecnologias para Escolta Armada disponíveis no mercado?

Na luta contra as quadrilhas de roubo de cargas as transportadoras têm investido pesado em segurança. Além dos seguros e acompanhamentos, a novidade são apostas em tecnologias para Escolta Armada. Tudo para poder se blindar da ação de bandidos.

Metralhadoras, pistolas e armas de longo calibre. Até fuzis .50, capazes de derrubar aviões já foram encontrados em poder dos ladrões de carga. Um arsenal que vai muito além do usado até mesmo pela polícia.

Autair Iuga, presidente do Sindicato das Empresas de Escolta (SEMEESP), diz que “o armamento que nós temos hoje é regulado pela Polícia Federal e pelo Exército Brasileiro e, infelizmente, a criminalidade tem acesso a armamentos superiores a isso, através de contrabando. Assim, acaba que os confrontos são desiguais e desleais.”

Como isso, quais tecnologias as empresas de proteção têm usado nas operações de Escolta Armada? Acompanhe e saiba mais.

As principais tecnologias para Escolta Armada

Diariamente, empresas de segurança privada vêm investindo cada vez mais em tecnologias para Escolta Armada, fazendo assim o melhor para manter os processos sempre seguros.

Algumas das boas práticas de uso para os veículos desse tipo de serviço é possuir dispositivos em todos os veículos, como:

  • SEM PARAR;
  • VIA FÁCIL;
  • TICKET CARD;
  • Sistemas de rastreamento AUTOTRAC.

Tudo isso, além de viaturas novas, em ótimo estado de conservação, e com vigilantes sempre muito bem treinados e alertas aos possíveis perigos.

Tecnologias secundárias para o transporte de cargas

Além do serviço de acompanhamento das cargas pelos seguranças armados, outra forma de proteção de produtos são tecnologias para Escolta Armada como rastreadores de produtos, que vão dentro dos caminhões.

Esse tipo de gestão de carga, utiliza atuadores e sensores para poder monitorar as portas, travas e até mesmo a temperatura dos conteúdos transportados, além também de possibilitar a comunicação dos condutores com a central, e vice-versa.

Com essa tática, é possível realizar algumas ações preventivas, evitando ainda mais todo tipo de prejuízo decorrente de roubos, furtos ou acidentes.

O quadro geral dos investimentos em segurança

Segundo uma pesquisa levantada, hoje, 15% do valor de todos os produtos é correspondente à segurança das mercadorias durante o transporte. Por esse motivo, é fundamental fazer valer cada centavo aplicado na proteção dos produtos, fazendo com que o investimento seja eficiente.

Como vimos, existem ótimas forma de proteção para suas viagens, garantindo maior tranquilidade para seus funcionários e clientes, ao manter a carga mais bem protegida. Por fim, para que o processo seja adequadamente bem-sucedido, o ideal é sempre confiar em empresas sérias, bem preparadas, com pessoal capacitado e recursos adequados.

 

Fonte: GlobalSeg
Leia mais: https://goo.gl/6yTvPZ

Comments are closed.