oqeservigilante-01

O que é um vigilante? Como se tornar um?

O vigilante tem a função de proteger pequenos e grandes grupos de pessoas, empresas e bens materiais sempre mantendo a ordem e zelando pela segurança.
É um profissional capacitado para trabalhar com o porte de armas de fogo e exercer de forma segura estratégias de defesa pessoal.

Além de ser uma função de grande importância para a sociedade, é uma das maiores áreas dentro da segurança privada, chegando a empregar cerca de 356 mil trabalhadores só nas regiões sul e sudeste em 2018.

Por ser uma função onde o profissional poderá lidar com situações arriscadas e será responsável pela proteção de pessoas, bens materiais, espaços e de si mesmo, foram definidas especificações básicas que determinam o perfil do profissional apto a atuar como vigilante.
Por isso, caso alguém queira seguir dentro da carreira de vigilante, o indivíduo deverá preencher os seguintes requisitos comprovados documentalmente:

– Idade mínima de 21 anos;

– Quarta série do ensino fundamental completa;

– Ter concluído o curso de formação de vigilantes realizado em uma escola devidamente autorizada pela polícia federal;

– Ter sido aprovado nos exames de saúde e aptidão física e mental;

–  Ter bons antecedentes criminais;

– Estar quite com suas obrigações eleitorais e militares;

– Possuir registro no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

Preenchendo estes requisitos mínimos estipulados por lei, tanto homens quanto mulheres estarão aptos a seguir carreira neste ramo que, além de não parar de crescer, oferece especializações em outras 5 áreas dentro da segurança privada, sendo elas Transporte de Valores, Segurança Pessoal Privada, Escolta  Armada, Supervisor Operacional e Grandes Eventos.

Desde que o profissional seja formado no curso de vigilância, ele poderá estender suas capacitações em qualquer uma dessas outras 5 áreas, podendo inclusive se qualificar em mais de uma área e atuar em demais funções de acordo com o que for acordado entre o profissional e seu local de trabalho.

É importante também que o vigilante seja um profissional que se importa com a sua saúde e o bom funcionamento de suas habilidades físicas e motoras, além de seus conhecimentos práticos e teóricos estipulado pela legislação dos cursos. Por isso, é importante que a cada 2 anos o profissional renove seus conhecimentos por meio da reciclagem de seus cursos conforme estipulado pela Polícia Federal. É comum que seja custeada pela empresa ao qual o profissional presta serviços, mas também pode ser feita de forma independente.

Se você está procurando seguir na carreira da segurança privada e gostaria de estudar na melhor escola de segurança de Minas Gerais, clique aqui e fale conosco! A Escola Mineira de Segurança conta com 7 unidades em todo território mineiro e oferece as melhores condições de pagamento.

Tem interesse em saber mais e se manter atualizado a respeito do mercado de segurança privada? Então clique aqui e se inscreva pare receber todas as novidades e notícias, siga nossa página no Facebook e nosso perfil no Instagram!

 

Fonte: PORTARIA N º 3 . 233 / 2012 – Polícia Federal

Comments are closed.