Noticias

defesa-pessoal_450x

10 dicas para aumentar a sua segurança e de seus vizinhos

A amizade entre vizinhos tem se tornado um meio de buscar mais segurança. Em algumas cidades do Brasil, moradores do mesmo bairro têm se organizado em grupos para cuidar uns dos outros e prevenir situações de violência. Como resultado, os bairros tornam-se mais seguros e a relação entre vizinhos são fortalecidas.

Confira 10 medidas simples sugeridas para aumentar a sua segurança e de seus vizinhos:

  1. Ao observar pessoas ou veículos estranhos rondando a vizinhança, acione a Polícia Militar;
  2. veículos transportando móveis e utensílios domésticos são suspeitos;
  3. ao deixar a residência sozinha, informe ao vizinho de sua confiança e peça para que recolha cartas e jornais diariamente e, se possível, mantenha a frente da residência limpa e que apague as lâmpadas ao amanhecer;
  4. tenha anotado o número de série de seus bens, como TV, DVD e aparelho de som. Em caso de furto, repasse esses dados à polícia;
  5. não confie em estranhos.
grande_28.08.2012_16.12.46._MG_2554

Câmara aprova proibição de altura mínima para vigilantes

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta quarta-feira (16) o Projeto de Lei 1975/99, do ex-deputado João Paulo Cunha, que proíbe empresas de exigirem altura mínima para admissão de vigilante. O substitutivo apresentado pelo relator, deputado Jefferson Campos (PSD-SP), determina ainda aplicação de multa à empresa infratora, entre R$ 6 mil e R$ 30 mil.

Como tramita em caráter conclusivo, o projeto seguirá para análise do Senado, a menos que haja recurso para votação do texto no Plenário da Câmara.

O autor da proposta argumentou que a exigência feita por algumas empresas de segurança privada é ilegal, já que é discriminatória. O relator na CCJ considerou que projeto segue as normas constitucionais, a juridicidade e a técnica legislativa.

Íntegra da proposta:

PL-1975/1999
Da Redação – DC

Agência Câmara Notícias

grande_28.08.2012_16.17.30.25_mg_0649

Segurança privada nas escolas públicas

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 7435/14, do deputado Heuler Cruvinel (PSD-GO), que obriga o governo a contratar empresas de segurança privada para atender às escolas públicas brasileiras.

Cruvinel afirma que o aumento da criminalidade, nas grandes e pequenas cidades, justifica a medida. Além da violência contra crianças e professores, segundo ele, as escolas precisam lidar com danos ao patrimônio. O deputado argumenta que há quadrilhas especializadas até no roubo de itens da merenda escolar.

“As secretarias de educação devem encarar a contratação dos vigilantes como um investimento, pois na verdade representaria uma economia de custos, já que se evitariam depredações, furtos, roubos e acima de tudo zelaria pela segurança dos alunos e professores”, defende.

Pelo texto, caso o projeto seja aprovado, o governo terá 90 dias para se adequar à lei.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Educação; Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado;

seguranca-publica

Dicas Escola Mineira

1- Seja reservado: Um bom vigilante mantém uma postura séria e transmite respeito, impondo temor aos meliantes. Fale apenas o necessário, pois falar demais, especialmente sobre assuntos sigilosos ligados à rotina da segurança e dos clientes, pode acabar servindo de informação para bandidos.

2- Não se distraia: Quando estiver em seu posto, preste atenção redobrada a tudo o que se passa. Lembre que qualquer distração, por menor que seja, pode custar vidas. Evite se distrair com leituras ou conversas desnecessárias. Os lemas “Sempre Alerta” ou ainda QAP – “Quando acionado, pronto!”, cabem muito bem à rotina de um vigilante.

3- Portar a arma no coldre: Quando trabalhar armado, evite deixar a arma junto ao corpo, pois isso pode atrasar uma ação defensiva ou preventiva. A arma no coldre também dificulta um possível furto do armamento.

4- Cumpra todas as normas e procedimentos estabelecidos: Tais normas e procedimentos não foram criados por acaso.